Menu Início

Pamplona é uma festa!

Querido amigo, hoje estou em Burgos. Cidade belíssima, aquela que você mais tinha vontade de conhecer, no Caminho. Neste momento, estou na praça, em frente à imponente Catedral, sentada atrás de uma taça de vinho tinto, de Rioja, e uma porção das famosas e deliciosas morcillas de Burgos. Mas vou […]

A condição humana

Querido Cetê, hoje de manhã, quando escrevi para você, estava em Villalba. Agora, estou em Pamplona. Andei bem pouco, hoje, mas tive que parar por aqui por duas razões: primeira e menos importante, um dos meus dedos do pé direito inflamou; segunda, seria impossível apenas passar por Pamplona. Mas essa […]

They Shoot Horses, Don’t They?

Conhece esse livro, Cetê? Escrito por Horace McCoy, no Brasil foi lançado como Mas não se matam cavalos? A narrativa se passa nos anos 30, nos Estados Unidos, durante a Grande Depressão, período em que a imensa maioria da população encontrava-se desempregada e desesperada para achar um meio de viver […]

Do imponderável

Eu sabia, Cetê, que ele iria acontecer, em muitos momentos da caminhada. Só não imaginei que fosse acontecer tão cedo. O imponderável. No plano inicial, eu chegaria em Pamplona e, imediatamente, me dirigiria a Saint Jean. Porém, acabei chegando à noite e optei por pernoitar em um pequeno hotel, bem […]

Ítaca

Mochila despachada, estou na fila de embarque do avião, prestes a iniciar a aventura mais fantástica que tive, até agora. Imagine, então, Cetê, receber um presente de viagem tão sugestivo. Pois é, querido amigo, agora é pra valer! Até amanhã e boa noite, Cetê! ÍTACA Konstantinos Kaváfis (Trad. José Paulo […]

Caminante, no ay camino…

Hoje começo a escrever para você, Cetê. Faltam poucas horas para o embarque no voo, que me levará ao Caminho… Estou entre ansiosa e segura… Tenho, já, muitas informações, além de “dicas” preciosas de amigos que, lá, já estiveram. Porém, como no famoso poema do Antonio Machado, para mim, por […]